Entre em contato conosco


Destaque

Samu Regional depende dos Governos Estadual e Federal para começar a funcionar em Patos

Published

on

O Samu Regional já era para estar funcionando em Patos de Minas e em mais 32 municípios da região Noroeste de Minas Gerais. A primeira reunião ocorreu em 1 de março de 2014 e a expectativa inicial era de que o funcionamento ocorresse em 18 meses. O Consórcio dos Municípios foi montado, a sede do órgão definida, mas a instalação ainda depende de recursos do Estado e da União. A Superintendência Regional de Saúde acredita que o funcionamento pode começar no início de 2018.

De acordo com Lindomar Babilônia, Superintendente Regional de Saúde, após a instalação do Samu Regional na região Centro-Oeste, tendo como sede a cidade de Divinópolis, na semana passada, ele acredita que a região de Patos de Minas pode ser a próxima a ser contemplada. Lindomar contou que haverá uma reunião com o Governador Fernando Pimentel em julho na cidade de João Pinheiro, onde poderá ser definida a situação. “A questão principal é o Governo do Estado, mas depende também do Governo Federal”, afirmou.


O governo estadual deverá arcar com cerca de R$6 milhões para a compra de equipamentos. “Um equipamento, a parede de vídeo (videowall) custa em torno de R$990 mil”, afirmou. Além destes recursos, a maior parte para custeio também ficará por conta do estado. “O governo estadual pagará R$1,25, o Governo Federal R$0,50 e os municípios R$0,25 per capita”, informou. E destacou uma situação positiva. “Como a região Noroeste possui cerca de 650 mil pessoas, a menor, esta será a mais barata para o estado”, ressaltou.

Ele disse que o atraso aconteceu principalmente por causa da crise e um problema ocorrido na região de Varginha, onde o estado teve que pagar sozinho o funcionamento do Samu Regional por um bom período. Ele acredita que a instalação possa acontecer até o início de 2018 e destacou os benefícios para toda a população. “Além de levar o atendimento do Samu para outras cidades, a regionalização deve garantir mais recursos para a rede hospitalar de Patos de Minas o que vai beneficiar não só o atendimento de urgência e emergência”, frisou.

O superintendente informou ainda que a sede do Samu Regional já foi definida, devendo ficar em parte de onde funcionava o Mini Hospital na Avenida Marabá. A base do serviço deve continuar no Hospital Universitário do Unipam. Ele contou que, por conta dos municípios, está tudo acertado, inclusive dizendo que o consórcio municipal já possui dinheiro em caixa para o início do funcionamento. “Atualmente, o aporte financeiro acontece em rede. O Samu Regional será um grande benefício para todos de Patos de Minas e região”, concluiu. A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Patos de Minas informou que o município aderiu ao convênio e está empenhada em promover a instalação do Samu Regional.

Fonte: Patos Hoje

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.