Entre em contato conosco


Gerais

PF deflagra operação contra pornografia infantil na internet no Triângulo e Alto Paranaíba

Published

on




(Foto: Polícia Federal/Divulgação)

A Polícia Federal (PF) em Uberlândia participou nesta quinta-feira (27) da Operação #underground deflagrada em outros seis estados e no Distrito Federal para combater a pornografia infantil na internet. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Santa Vitória, Uberlândia e Patos de Minas, esta última na região Alto Paranaíba. Dois jovens foram presos e computadores, celulares, arquivos de fotos e vídeos apreendidos.

De acordo com o delegado da Polícia Federal, Carlos D’Ângelo, as investigações apontam que além de praticarem o compartilhamento de materiais pornográficos infantis em grupos de aplicativos de celular, há indícios de que alguns dos próprios investigados produziam o material. A quantidade de arquivos contendo fotos e vídeos de abuso sexual de crianças apreendidos em todo o país é expressiva.



Em Santa Vitória, foi preso um jovem de 23 anos por posse de material pornográfico. Na casa dele foram apreendidos computadores e mídias com pornografia infantil. Em Uberlândia, foi preso um jovem de 27 anos também com material infantil pornográfico. Ele também responderá por pedofilia, pois no computador dele foram apreendidos vídeos dele mantendo relação sexual com um menino. A dupla foi encaminhada para o Presídio Professor Jacy de Assis.

O crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de três a seis anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis tem como pena a reclusão de oito a 15 anos.

E em Patos de Minas foi cumprido um mandado de busca e apreensão, mas nada foi localizado. O dono da residência confessou aos policiais que participou de um grupo para troca de imagens, no entanto ele não foi preso.

Operação nacional

O nome da operação, #underground, foi inspirado nas técnicas de investigação dentro e fora de todo um conjunto de sites e servidores de internet. Além das prisões realizadas no Brasil, foram identificados ainda estrangeiros, cujos dados foram encaminhados por meio da Interpol para países de origem.

A Polícia Federal informou que foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão preventiva, todos expedidos pela 8ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Outras 13 pessoas foram presas em flagrante pela posse de material pornográfico.
Fonte: G1


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Advertisement