Entre em contato conosco


Gerais

Newton Cardoso e Newton Cardoso Jr negam irregularidades na contratação de funcionários

Published

on

O deputado federal Newton Cardoso Júnior emitiu nota negando irregularidades na contratação de funcionários pagos pela Câmara dos Deputados. O parlamentar e o pai dele, o ex-governador de Minas, Newton Cardoso, foram denunciados pelo Ministério Público Federal acusados de nomear cinco servidores para seus gabinetes, mas que na prática teriam prestado serviços doméstico para os dois.



“Restará comprovado junto ao judiciário que os referidos empregados laboram em imóvel que serve, oficialmente, de escritório parlamentar, conforme cadastro, desde 2011, perante a Coordenação de Gestão de Cota Parlamentar da Câmara dos Deputados, não se tratando de trabalhos domésticos ou privados, e sim de atividades legítimas de apoio inerentes ao exercício do mandato parlamentar” diz a nota encaminhada pela assessoria do parlamentar.

Na ação, o Ministério Público Federal argumenta que o dano ao erário chega a R$ 2,8 milhões, valor referente a todas as remunerações pagas aos funcionários desde 2011. O órgão também pediu o bloqueio de bens no valor de R$ 7,7 milhões nas contas do pai e de R$ 3,7 milhões para o filho, corresponde a quatro vezes o valor do dano ao erário a título de multa.

O ex-governador e o Deputado Federal afirmam que prestaram todos os esclarecimentos ao Ministério Público Federal e não têm conhecimento da alegada denúncia, eis que nada receberam oficialmente a respeito. “Ademais, caso exista, estão convictos de que restará comprovado que nenhum irregularidade foi cometida”, diz a nota.

Fonte: Patos Hoje

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.