Entre em contato conosco


Destaque

Mulher de 54 anos é esfaqueada e colocada viva em saco plástico em Patos de Minas

Published

on




Os danos que a droga provoca parecem não ter qualquer limite. Na madrugada desta quinta-feira (01), uma mulher de 54 anos foi esfaqueada e colocada dentro de um saco plástico ainda viva. Ela foi levada para o Hospital Regional em estado grave. O casal de jovens que teria praticado o crime foi preso em flagrante pela Polícia Militar e autuado pela autoridade policial.

O crime aconteceu por volta das 2h30 em uma residência na Rua Pedro Castorina, Bairro Nova Floresta. De acordo com informações da Polícia Militar, Joana D’arc da Cruz, 54 anos, Fernanda Batista da Silva, 21 anos, e Pedro Jainiel do Carmo, 26 anos, estavam fazendo uso de droga no local quando o entorpecente acabou. Insatisfeito com isso, Pedro pediu que Joana fornecesse seu carro para que eles vendessem ou trocassem para conseguir mais droga.

No entanto, a solicitação foi recusada por Joana o que gerou a ira em Pedro. O jovem teria estrangulado a vítima até que ela perdesse os sentidos e depois desferido diversos golpes de faca em seu pescoço e rosto. E não parou por aí. Pedro ainda teria se apoderado de um facão e desferido um golpe no abdômen da vítima. Após isso, ele e Fernanda pegaram um saco plástico usado para reciclagem onde colocaram Joana ainda com vida.



O corpo foi encontrado pelo irmão de Pedro dentro do banheiro da residência. Joana D’Arc estava ofegante dentro do saco quando foi localizada. O Samu foi acionado e conduziu a vítima até o Hospital Regional. Ela se encontra em estado gravíssimo.

Após o crime, Fernanda e Pedro evadiram do local no GM/Corsa com o objetivo de vender ou trocar o veículo para obter mais droga. Os  policiais começaram de imediato os rastreamentos. As câmeras do Olho Vivo registraram os dois na Avenida Getúlio Vargas e os policiais acabaram os abordando. Dentro do automóvel que pertence a Joana, os militares encontraram o facão ainda sujo de sangue usado no crime.

De acordo com a Polícia Militar, como eles não conseguiram negociar o veículo, eles voltariam até a casa, onde pegariam o corpo de Joana e arremessariam no Rio Paranaíba. Fernanda disse que Pedro a obrigou a ajudá-lo a guardar o corpo no banheiro e que não teria participado no esfaqueamento. No entanto, Pedro relatou que Fernanda o ajudou em toda ação delituosa, inclusive desferindo golpe de faca contra a vítima.

Fernanda e Pedro foram autuados pela autoridade policial e na manhã desta quinta-feira (01) foram levados para o Presídio Sebastião Satiro. Eles foram autuados pelo crime de roubo.

Fonte: Patos Hoje


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Advertisement