Entre em contato conosco


Notícias

Homem que esfaqueou a ex e os dois irmãos se entrega e diz que faria tudo novamente

Published

on




É de causar espanto! O jovem que matou a ex-mulher e seu irmão e ainda deixou a irmã gravemente ferida se entregou na delegacia logo após o crime no início da madrugada desta quinta-feira (05). Ele confessou com riqueza de detalhes o triplo esfaqueamento sem mostrar qualquer arrependimento afirmando que faria tudo novamente. O jovem que é natural de Brasília disse que chegou a amolar a faca antes de ir até a casa da ex-companheira.

Pedro Queiroz Gonçalves, 29 anos, é o nome do autor deste brutal assassinato. De forma natural, ele concedeu entrevista ao Patos Hoje e confessou com riqueza de detalhes o bárbaro crime. Ele disse que já foi até o apartamento das vítimas com intenção de matar. “Eu amolei a faca antes. Eu bebi apenas Ypioca, mas estou sóbrio”, contou. Em seguida, ele disse que não estava arrependido e que faria tudo de novo e com mais pessoas se precisasse.

Pedro contou que enviou uma mensagem para a ex Darck e foi até a casa dela na Rua Pedro Cunha, Bairro Caiçaras. Ela o recebeu na entrada do prédio. Pedro relatou então que ela começou a mentir e ele então a esfaqueou por diversas vezes, não sabendo dizer quantos golpes desferiu. Ele ainda contou que rasgou as roupas da vítima. “Rasguei o sutiã, a calcinha. Ela ficou pelada”, informou.



Em seguida, a irmã dela desceu das escadas gritando com ele e ele partiu para cima dela. De acordo com os policiais, ela estava com vários ferimentos nas costas. Após esfaqueá-la, ele subiu até o apartamento onde estava o terceiro irmão e o surpreendeu no quarto. Os policiais informaram que ele foi encontrado agachado no quarto, como se estivesse tentando se defender dos esfaqueamentos.

Após o triplo esfaqueamento, ele entrou em seu Ford/Fiesta e foi direto para a delegacia onde já chegou falando que havia matado. Quando questionado porque teria também matado o irmão dela no quarto, ele disse mostrando nenhum arrependimento: “Já tinha matado duas, porque não mais uma?” E para deixar a situação ainda mais bárbara, ele também confessou que ligou para os pais das vítimas em Grajaú/Maranhão relatando o que havia feito.

Pedro está preso e deve responder pelos crimes no Presídio Sebastião Satiro. Ele disse que o crime foi motivado porque a companheira havia o traído. “Eu tenho provas disso”, disse. A perícia técnica da Polícia Civil foi até o imóvel para verificar como tudo teria acontecido. A Polícia Militar apreendeu a faca usada no crime. Ela estava toda dobrada e ainda manchada com o sangue das vítimas.

Fonte: Patos Hoje


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *