Garotinho que bebeu ácido pensando ser refrigerante é transferido para Belo Horizonte

O garotinho de 10 anos que teve ferimentos graves ao ingerir ácido pensando ser refrigerante foi encaminhado para o Hospital João XXXIII em Belo Horizonte. O incidente aconteceu na última sexta-feira (21) no distrito de Brejo Bonito e virou caso de polícia. O Hospital Regional em Patos de Minas, que é referência para mais de 30 municípios da região, não dispunha de médico pediatra para fazer o atendimento que a criança necessitava.

Segundo informações da Polícia Militar, o menino estava acompanhando a mãe de 37 anos, que havia sido contratada para fazer faxina em uma residência no distrito de Brejo Bonito. O garoto encontrou na casa a garrafa pet contendo ácido e pensou se tratar de refrigerante. Mas na verdade, o líquido armazenado na garrafa era o chamado LAT 300, um ácido usado na limpeza de ordenhas.


O garoto teve queimaduras internas graves e começou a passar mal, inclusive vomitando sangue. Ele foi e levado para Cruzeiro da Fortaleza e encaminhado para o Hospital Regional. O médico que fez o primeiro atendimento veio junto e acionou a Polícia Militar ao ser informada que não havia pediatra de plantão para fazer o atendimento especializado a que o garoto necessitava.

O diretor técnico do Hospital Regional Alfredo Nakao confirmou que não havia pediatra no plantão. Ele informou que o hospital está desfalcado de alguns especialistas, mas garantiu atendimento ao menino, até que fosse providenciada uma transferência para um hospital especializado.

A Polícia Militar registrou um boletim de ocorrência. Na madrugada de sábado, o garoto foi transferido para Belo Horizonte. Segundo o médico Alfredo Nakao, o garoto foi levado para o Hospital João XXIII, que é referência no Estado e que poderá oferecer todos os cuidados necessários para garantir a recuperação da criança.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR
Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.