Entre em contato conosco


Esporte

Galo volta a decepcionar no Independência e fica apenas no empate com o Sport: 2 a 2

Published

on

Jogar em casa para o Atlético neste começo de Campeonato Brasileiro tem sido sinônimo de fracassos. Nesta quarta-feira, o time voltou a decepcionar no Independência. Apenas empatou com o Sport, por 2 a 2. Em cinco partidas como mandante, ou 15 pontos em disputa, o Galo ganhou apenas cinco pontos. O clube voltou a perder pontos em casa para uma equipe que até então não tinha pontuado como visitante. Os pernambucanos haviam sido derrotados nos três compromissos longe de Recife.

O atleticano que foi ao Independência viu cenas repetidas. O sistema defensivo do Atlético, mais uma vez, permitiu que o adversário chegasse com perigo seguidas vezes. Em um dos primeiros lances, saiu o gol de Osvaldo. Ofensivamente, o Galo parecia travado frente à marcação pernambucana. Coube ao equatoriano Cazares comandar a virada, com assistências – dois cruzamentos, um de bola parada – para os gols de Felipe Santana e Fred, também na etapa inicial. Porém, no segundo tempo, novo buraco defensivo resultou no pênalti de Victor em Diego Souza, que bateu e empatou.

O empate deixou o Atlético na 16ª colocação, com 10 pontos, um acima da zona de rebaixamento, que tem justamente o Sport como primeiro integrante. No próximo domingo, o Alvinegro visita a Chapecoense.

O jogo


O Atlético teve dificuldades para se encontrar. Defensivamente, deu muito espaço ao Sport. Os pernambucanos tiveram mais chances. Diego Souza, que comandou a equipe, assustou logo aos três minutos. Victor defendeu.

Aos 16 minutos, a marcação atleticana falhou. Velho conhecido da torcida, sem deixar saudade, André arrancou pela esquerda, invadiu a área e tocou para Osvaldo. Rafael Carioca fura na tentativa de corte e Osvaldo chuta. A bola ainda desvia em Felipe Santana, tirando a chance de Victor evitar o gol: 1 a 0.

O Atlético não se mantinha no ataque. A saída de bola não funcionava. As escolhas equivocadas comprometeram boa parte dos lances. Foi de bola parada que o time chegou ao empate. Aos 21 minutos, Cazares fez bela cobrança na área. O zagueiro Felipe Santana tocou de cabeça e deixou tudo igual: 1 a 1.

A sequência foi de novas ameaças do Sport, aproveitando mais bobeadas do sistema defensivo do Atlético. Patrick, Osvaldo e Rithely levaram perigo. Porém, quem mostrou competência para marcar foi o Galo. De novo, Cazares foi decisivo. Ele cruzou da direita e o artilheiro Fred cabeceou firme para virar: 2 a 1.

Na etapa final, o Atlético promoveu a estreia de Roger Bernardo. Nem a presença de um volante com característica de marcação melhorou o combate alvinegro. Aos 17 minutos, Diego Souza invadiu a área e foi derrubado por Victor. Pênalti. Ele mesmo cobrou e fez 2 a 2.

Por muito pouco, aos 21 minutos, o Sport não retomou a vantagem no placar. Lenis ficou frente a frente com a meta atleticana, mas chutou para fora. Aos 27, o atacante exigiu boa defesa de Victor.

O drama do Galo aumentou aos 29 minutos. Felipe Santana reclamou uma fisgada na coxa direita. O técnico Roger Machado já havia feito as três mudanças (Luan e Otero também entraram, nos lugares de Robinho e Elias).

Desorganizado, espalhado e com muitos erros, o Atlético, no desespero, não conseguiu superar os obstáculos criados pelo Sport. O time ainda precisou se segurar atrás. Final: 2 a 2.

Fonte: Superesportes

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.