Entre em contato conosco

Atlético Mineiro

Galo consegue vitória no fim e fica perto da vaga direta na Libertadores

Published

on



Foi com muita emoção, dificuldade e definição apenas no fim do jogo, mas o Atlético conquistou uma importante vitória neste domingo (21), na Ilha do Retiro. Praticamente no último minuto da partida, Marrony, que minutos antes cometeu um pênalti convertido por Thiago Neves, acertou um bom chute e decretou o 3 a 2 para o Galo sobre o Sport, no Recife. O triunfo, que encerra uma sequência de três jogos dos alvinegros sem vitórias, deixa a equipe atleticana muito perto de garantir uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores.

Com o resultado, o Atlético, foi a 65 pontos, no terceiro lugar, dois pontos na frente do São Paulo, quarto colocado, que ainda joga na rodada. O Tricolor vai encarar o já rebaixado Botafogo nesta segunda-feira (22), no Rio de Janeiro. O jogo mais importante para o Galo, porém, é o embate entre Santos e Fluminense na Vila Belmiro, nesta noite. Os atleticanos secam o Tricolor Carioca. Se o Flu não vencer, o time mineiro está garantido na fase de grupos da Libertadores. Já o Sport, mesmo com a derrota, garantiu sua permanência na Série A do Brasileiro com os outros resultados da jornada.

O Galo volta a campo pela próxima e última rodada do Brasileiro nesta quinta-feira (25), quando vai receber o Palmeiras, no Mineirão, às 21h30 (de Brasília).

O jogo

Se nos últimos jogos o Atlético teve muita posse de bola, mas encontrou muitas dificuldades em penetrar na defesa adversária, criar chances claras e marcar gols, contra o Sport, o time de Sampaoli encontrou as redes rapidamente. Incisivo especialmente pelo lado esquerdo com a dobradinha de Arana e Keno, voltando a ter muita força ofensiva e de penetração com o retorno do atacante após lesão, o Galo abriu o placar logo aos seis minutos. Arana finalizou e o goleiro Luan Polli deu rebote, que foi aproveitado por Jair, abrindo o placar para os alvinegros.

O gol do Atlético mudou a configuração da partida. O Sport, que jogou com uma linha de cinco jogadores na defesa e poderia complicar o Galo defensivamente, passou a sair mais para o jogo em busca do empate, e com isso deu espaço para os visitantes. Não à toa, o time de Sampaoli conseguiu criar chances e finalizou bastante no primeiro tempo: 11 vezes, algumas delas com perigo. Os melhores ataques foram com Keno pelo lado esquerdo e a finalização mais perigosa de Savarino, mas Luan Polli trabalhou bem e com segurança. Já a equipe nordestina, mesmo tentando agredir, pouco criava e só conseguiu chutar a gol em quatro oportunidades.

No entanto, o Galo voltou a mostrar um velho problema nesse Brasileiro, a fragilidade defensiva, e isso bastou para o Sport conseguir empatar. Aos 32 minutos, os nordestinos conseguiram um bom ataque, rápido, objetivo e tendo muito espaço para rodar a bola. Júnior Tavares recebeu a bola sozinho pelo lado esquerdo e cruzou com tranquilidade. Dalberto, dentro da área, em falha incrível da defesa alvinegra, finalizou sem marcação, entre Junior Alonso e Arana, na frente de Everson, e empatou o jogo.




Depois de sofrer o empate, o Atlético tentou voltar a ter a vantagem e buscou muito o ataque, mas não conseguiu grandes oportunidades. O Sport, por sua vez, voltou a tentar conter o Galo e pouco atacou.

Logo no início do segundo tempo, porém, o panorama da partida voltou a mudar porque o time atleticano novamente marcou um gol já no começo. Aos quatro minutos, Arana chutou de fora da área e Rafael Thyere desviou para o fundo das redes marcando o gol contra. Após o 2 a 1, o Atlético passou a tentar controlar o jogo e não correr riscos, especialmente após a saída de Keno, que fez o Galo perder penetração, volume e poder incisivo e ofensivo, se limitando a trocar passes, manter a posse e ditar o ritmo, enquanto o Sport, com muita limitação técnica, não conseguiu criar chances claras, mesmo saindo do 5-4-1 com variação para o 5-3-2 para um esquema mais ofensivo no 4-4-2 às vezes tendo até três homens em sua última linha no ataque, mas faltou dinâmica e qualidade.

No entanto, já no fim da partida, o Sport acabou tendo um pênalti cometido por Marrony assinalado a seu favor após consulta ao VAR. O técnico Jorge Sampaoli reclamou muito do lance, xingou o árbitro, gritou que era “uma vergonha” e acabou expulso. Na cobrança, Thiago Neves, ex-Cruzeiro que chegou a negociar com o Atlético durante esta temporada, cobrou forte e empatou a partida.

Após a igualdade, o Galo tentou pressionar em busca da vitória, mas não conseguia chances claras. O empate já parecia certo quando Marrony, praticamente no último lance da partida, se redimiu e acertou um bom chute, decretando o importante triunfo do Atlético por 3 a 2.

FICHA TÉCNICA

SPORT 2 x 3 ATLÉTICO

Motivo: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: domingo, 21 de fevereiro de 2021

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)

Auxiliares: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos CBF-PR)

VAR: Wagner Reway (MTR-PB)

Escalações:

Sport
Luan Polli; Patric, Adryelson, Chico (Ewerthon), Rafael Thyere e Júnior Tavares; Ronaldo Henrique (Márcio Araújo), Marcão Silva (Luciano Juba), Thiago Neves e Marquinhos (Gustavo Oliveira); Dalberto (Pedrão)
Técnico: Jair Ventura

Atlético
Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Arana; Calebe (Alan Franco), Jair (Zaracho) e Allan; Savarino, Sasha (Vargas) e Keno (Marrony)
Técnico: Jorge Sampaoli

Gols: Jair, Rafael Thyere e Marrony (Atlético); Dalberto e Thiago Neves (Sport)

Cartões amarelos: Ronaldo Henrique, Marcão Silva, Gustavo Oliveira, Dalberto (Sport); Junior Alonso, Arana, Sasha e Marrony (Atlético)

Cartão vermelho: Jorge Sampaoli (Atlético)

Fonte: O Tempo



A empresa Paranaíba Agora surgiu há cinco anos para levar a informação séria, responsável para a sociedade rio paranaibana. Aos poucos, foi ganhando espaço e passou a ser o principal veículo de comunicação online em Rio Paranaíba. Além do portal de notícias que já atingiu mais de 5 milhões de acessos, a empresa ainda realiza outros serviços de marketing para empresas. Nossa linha editoral é de sempre trabalhar com a verdade dos fatos, pautando pela seriedade e respeito com ambas as partes da história.

Publicidade

Siga-nos nas redes sociais

Cotação do Café

Últimas notícias