Entre em contato conosco


Notícias

Em menos de 24 horas, chuva atinge novamente Uberlândia e alagamentos são registrados

Published

on



Menos de 24 horas depois de uma forte chuva cair em Uberlândia e fazer transbordar o Córrego Lagoinha, causando enchentes, uma nova tempestade atingiu a cidade nesta quinta-feira (7).

Para evitar acidentes, algumas vias foram interditadas pela Defesa Civil. Equipes do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar também se posicionaram em pontos estratégicos.

Segundo o professor e climatologista da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Paulo César Mendes, há aproximação de um sistema frontal que pode proporcionar tempestades severas com vendavais na cidade e região.

Entre 14h45 e 16h30, choveu 52 mm, conforme informações apuradas na estação climatológica São Jorge. A precipitação na estação Jardim Patrícia foi de 5,4 mm; na estação Centro foi de 6,4 mm e no Santa Mônica no campus Santa Mônica, na UFU, foi de 16mm.

Órgãos de defesa disseram que no período não houve quedas de árvores, nem pessoas feridas.

Alagamentos

Água da chuva faz aumentar nível da água no Parque Linear do Córrego Lagoinha em Uberlândia — Foto: Eudes Arduini/Arquivo Pessoal

Água da chuva faz aumentar nível da água no Parque Linear do Córrego Lagoinha em Uberlândia — Foto: Eudes Arduini/Arquivo Pessoal

Uma moradora do Bairro São Jorge registrou chuva de granizo por volta das 15h e houve alagamentos nos bairro Segismundo Pereira e Santa Mônica.

No Bairro Santa Luzia, o Córrego Lagoinha começou a transbordou novamente e a Rua Realina Maria da Silva ficou alagada. Na via, uma erosão já havia sido aberta por conta da chuva anterior.

Ainda no bairro, a água do córrego deixou a Rua Saldanha Marinho, ao lado do Parque de Exposições Camaru, alagada. O Corpo de Bombeiros precisou resgatar uma pessoa que ficou ilhada em cima de um muro (veja vídeo abaixo). No Parque Linear do Lagoinha, a água quase passou por cima de uma ponte feita para pedestres.

Alguns pontos bloqueados foram: Avenida Seme Simão e Raul Petronilho de Pádua e Avenida Seme Simão com Avenida Continental; Travessa do Bairro Lagoinha, sentido Terminal Santa Luzia e rotatória no Bairro Santa Luzia. E também no Bairro Segismundo Pereira no trevo que dá acesso à BR-050.

O Corpo de Bombeiros também resgatou uma pessoa ilhada na Rua Clarimundo Marques Pires, na esquina com Avenida João Naves de Ávila.

Veículo ficou ilhado na Rua Clarimundo Marques Pires, em Uberlândia — Foto: Michele Ferreira/G1

Veículo ficou ilhado na Rua Clarimundo Marques Pires, em Uberlândia — Foto: Michele Ferreira/G1

Equipes foram espalhadas em pontos estratégicos, como na região do Parque de Exposições, onde na quarta-feira a avenida ficou alagada, com um carro submerso; Avenida Rondon Pacheco, perto do cruzamento com a Avenida João Naves de Ávila e próximo do Rio Uberabinha e Avenida Anselmo Alves dos Santos.

A PM informou que no entroncamento da Avenida Carlito Cordeiro com Avenida Iraque, na rotatória do Bairro Laranjeiras, um bueiro se abriu e a terra cedeu.




Pontos de alagamentos em Uberlândia são monitorados pela Defesa Civil — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Pontos de alagamentos em Uberlândia são monitorados pela Defesa Civil — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Chuva no dia anterior

Uma forte chuva que atingiu Uberlândia nesta quarta-feira (6) causou diversos estragos, arrancou asfalto e deixou pessoas ilhadas. O Córrego Lagoinha transbordou e vários locais da cidade ficaram alagados.

Segundo William Borges, geógrafo da Universidade Federal de Uberlândia, a chuva que caiu em poucas horas representou 18% do esperado para o mês de janeiro, chegando a uma média de 77 mm de água.

Nesta quinta-feira pela manhã, equipes da Prefeitura iniciaram limpezas de vias, bueiros entupidos e asfaltos arrancados.

No Bairro Morada da Colina, a força da água arrancou parte do asfalto na Avenida Presidente Médici. Árvores caíram em diversos locais, entre eles três no Bairro Santa Mônica. Os militares relataram que alguns carros foram atingidos por galhos. Uma árvore também não resistiu à força do vento e caiu no mesmo bairro, na Avenida João Naves de Ávila.

Pedestres e motoristas que passavam pela Rua Jandyro Vilela de Freitas, no Bairro Vigilato Pereira, tiveram o trânsito interrompido depois que o córrego Lagoinha transbordou. A água do rio escoou para a Avenida Rondon Pacheco, que também alagou.

Problemas também foram registrados na Avenida João Naves de Ávila. A água invadiu uma estação de ônibus e os passageiros precisaram subir nos bancos.

Sujeira é vista em um trecho do Córrego Lagoinha, que transbordou durante chuva em Uberlândia — Foto: Arcênio Corrêa/G1

Sujeira é vista em um trecho do Córrego Lagoinha, que transbordou durante chuva em Uberlândia — Foto: Arcênio Corrêa/G1

Alerta e quantidade de água

De acordo com a estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) , instalada no campus Santa Mônica da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), foi registrado o volume de 24,4 mm de chuva no período de uma hora.

Até às 16h46, na estação climatológica São Jorge ocorreu precipitação de 53 mm na última uma hora e meia.

O Inmet emitiu alerta com grau de severidade de “Perigo Potencial” para o Noroeste de Minas, Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, com início na tarde hoje e previsão de fim ao meio-dia desta quinta-feira (7). A previsão de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, com registro de ventos intensos entre 40 e 60km/h).

Já a Defesa Civil de Uberlândia emitiu “Alerta Laranja”, que indica possibilidade de granizo e chuvas fortes em diversas regiões da cidade nesta quarta (6).

Avenida Presidente Médici, no Bairro Morada da Colina, ficou alagada e teve asfalto arrancado com a chuva — Foto: Defesa Civil Uberlândia/Divulgação

Avenida Presidente Médici, no Bairro Morada da Colina, ficou alagada e teve asfalto arrancado com a chuva — Foto: Defesa Civil Uberlândia/Divulgação

Fonte: G1



A empresa Paranaíba Agora surgiu há cinco anos para levar a informação séria, responsável para a sociedade rio paranaibana. Aos poucos, foi ganhando espaço e passou a ser o principal veículo de comunicação online em Rio Paranaíba. Além do portal de notícias que já atingiu mais de 5 milhões de acessos, a empresa ainda realiza outros serviços de marketing para empresas. Nossa linha editoral é de sempre trabalhar com a verdade dos fatos, pautando pela seriedade e respeito com ambas as partes da história.

Publicidade

Siga-nos nas redes sociais

Cotação do Café

Últimas notícias