Entre em contato conosco


Esporte

Cruzeiro tenta convencer São Paulo a liberar Hudson e coloca atacante como moeda de troca

Published

on

(Foto: Reprodução)

Mesmo com o volante Hudson tendo renovado seu contrato com o São Paulo até dezembro de 2019, o Cruzeiro não desistiu de contratar o jogador de 28 anos, que está no radar do clube desde novembro de 2015. Com a necessidade de contratar mais um volante para o elenco, a diretoria mineira tenta convencer o time paulista a negociar o camisa 25 antes do início da temporada 2017. O empresário do atleta, Luciano Couto, confirmou que vem em constante contato com a cúpula celeste para discutir uma eventual transferência.

“O que posso adiantar é que há interesse grande do Cruzeiro e do Hudson também, o Cruzeiro é um clube grande, e o jogador recebe esse interesse com bons olhos. Com certeza, qualquer jogador vê com bons olhos o Cruzeiro, pois é um clube sério, que paga em dia, tem estrutura e uma grande torcida”, disse o agente, que pretende bater o martelo antes do dia 31 de dezembro. “Queremos resolver isso o quanto antes, pois o jogador, quando volta de férias, quer saber onde terá que se apresentar. De preferência, queremos resolver tudo antes do ano novo”, completou.

Os clubes não definiram se a negociação seria por empréstimo ou em definitivo, mas o mais provável é que ocorra uma composição entre jogadores. O Cruzeiro tem a seu favor a grande quantidade de “moedas de troca”. O desejo do São Paulo é contar com o atacante Willian, que terminou o ano com apenas sete gols em 48 partidas e esteve longe de repetir o bom desempenho dos anos de 2013 e 2014, quando teve papel fundamental no grupo bicampeão brasileiro. Porém, o técnico Mano Menezes o considera de extrema importância para o elenco e não está disposto a liberá-lo. Tanto que a diretoria celeste descartou, há pouco tempo, trocar o camisa 9 pelo volante Wesley e o meia Michel Bastos. Soma-se a essas situações o fato de Willian ser considerado “caro” por uma ala da diretoria são-paulina, que teria estabelecido teto salarial em 2017.

Para ter Hudson, a alternativa que o Cruzeiro estuda apresentar ao São Paulo é Neilton, de 22 anos, destaque do Botafogo entre 2015 e 2016. Considerado jogador rápido e de grande habilidade, o atacante está valorizado no mercado e tem despertado interesse de equipes brasileiras e do exterior. O próprio vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin, evitou confirmar a reintegração de Neilton ao grupo, mesmo com o jovem tendo marcado 18 gols em 72 jogos pelo ex-clube.

“Vamos falar no final. Ele fez um ano muito bom. Mas depende da formatação. Temos muita qualidade dos atacantes de beirada. Não sei se algum pode ser negociado, mas não tem nada definido. Ele nos agrada bastante. O Neilton pode ou não ser reintegrado. Depende de como vamos formatar o grupo”, disse Vicintin, em entrevista coletiva concedida no dia 13 de dezembro.

Outra possibilidade é ceder o chileno Eugenio Mena em definitivo ao São Paulo. O lateral-esquerdo defendeu as cores do clube paulista na temporada 2016 e deixou boa impressão. Contando todas as competições oficiais, foram 45 jogos.


Segundo apurou o Superesportes, o São Paulo pretende manter Mena no elenco, mas sem adquirir os direitos econômicos ao Cruzeiro. Uma fonte do clube paulista ouvida pela reportagem disse que a permanência do atleta é interessante “pelo salário dentro das condições” e também por ele ter alcançado regularidade em suas atuações. Investir em compra, contudo, está, até o momento, fora de cogitação.

Empresário de Hudson, Luciano Couto preferiu não se envolver em conversas entre os clubes e preferiu se concentrar apenas nas negociações com o Cruzeiro. “Essa parte de troca ou não entre os clubes, para nós, que representamos o jogador, pouco importa. A troca é uma preocupação dos clubes. Nossa parte é resolver o futuro do jogador com o Cruzeiro”, observou o representante, que reforçou o fato de o volante ser sonho antigo da Raposa. “Há pouco mais de um ano, em novembro do ano passado, Cruzeiro fez o primeiro contato conosco, interessado na contratação do Hudson. Infelizmente, naquela época não pôde acontecer. Agora veio o interesse do Cruzeiro de novo. Eu vinha conversando com Thiago Scuro (ex-diretor-executivo), mas ele saiu do Cruzeiro, e agora estou seguindo a negociação com o Bruno Vicintin (vice-presidente de futebol)”.

Números de Hudson

Revelado no Santos, em 2007, e com passagens por equipes do interior paulista, Hudson chegou ao São Paulo em 2014 depois de se destacar pelo Botafogo de Ribeirão Preto. Desde então, ele disputou 123 jogos e marcou três gols. Em 2016, seu bom rendimento lhe rendeu a braçadeira de capitão concedida pelo técnico argentino Edgardo Bauza.

No Campeonato Brasileiro, Hudson fez apenas 19 jogos, mas mesmo assim figurou entre os 10 maiores “ladrões de bola” da competição. Os 80 desarmes certos proporcionaram média de 4,2 intervenções a cada partida. Os números são do Footstats.

Até o momento, o Cruzeiro contratou para 2017 o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, ex-Botafogo, e o zagueiro equatoriano Luis Caicedo, ex-Independiente del Valle. A diretoria ainda concretizou o interesse pelo atacante boliviano Marcelo Moreno, mas, até o momento, não houve evolução nas tratativas, pois o jogador é alvo de propostas milionárias de clubes da China.

Hudson Rodrigues dos Santos

  • Idade: 28
  • Data de nascimento: 30/01/1988
  • Posição: volante
  • Clubes: Santos, Santa Cruz, RedBull Brasil, Comercial, Oeste, Brasiliense, Botafogo-SP e São Paulo
  • Altura e peso: 1,79m e 68 kg

Estatísticas em 2016 (Footstats)

  • Jogos: 49
  • Gols: 1
  • Série A: 19 jogos
  • Copa do Brasil: 2 jogos
  • Copa Libertadores: 14
  • Campeonato Paulista: 14 jogos e 1 gol
  • Passes certos: 1944
  • Média por jogo: 39,6
  • Desarmes: 183
  • Média por jogo: 3,7

Fonte: Superesportes

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *