Entre em contato conosco


Gerais

Criança dada como morta em tragédia de Janaúba é reanimada pelos médicos

Published

on




Uma das crianças dada como morta na tragédia de Janaúba foi reanimada pelas equipes médicas que trabalhavam para tratar os feridos e por isso o número de óbitos foi retificado na manhã desta sexta-feira.

Segundo o major Flávio Santiago, assessor de imprensa da Polícia Militar, as equipes integradas de segurança que permanecem em Janaúba informaram a mudança no início da manhã de hoje.

“Felizmente uma criança do sexo feminino que foi noticiada também como falecida, por sucessivas reanimações cardíacas, ela permanece em vida. Isso é uma notícia muito boa diante de tanto caos e tanta tristeza, mas felizmente recebemos essa notícia e comunicamos com urgência a todos os segmentos da imprensa”, disse o militar.



A criança reanimada é Cecília Davina Gonçalves Dias, de 4 anos. Com isso, o número oficial de mortos na tragédia diminuiu de oito para sete, sendo cinco crianças, a professora Helley Abreu Batista, de 43 anos, que entrou e saiu da sala três vezes para tentar salvar as crianças, e Damião Soares dos Santos, de 50 anos, autor da tragédia. Damião também ateou fogo no próprio corpo depois de incendiar a sala e as crianças.

De acordo com a Santa Casa de Montes Claros, Cecília segue internada na unidade da cidade do Norte de Minas, junto com outras 10 crianças e uma funcionária da creche, de 23 anos. Segundo o Corpo de Bombeiros, outras 11 vítimas estão neste momento sendo tratadas no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte.

Outras duas vítimas já estão previstas para saírem de Janaúba nesta manhã e também chegarem a Belo Horizonte, já que o João XXIII é referência estadual para o atendimento de queimados. De acordo com os bombeiros, elas chegarão de helicóptero e passarão por Montes Claros antes, por necessidade de abastecimento das duas aernonaves que serão usadas no transporte.

Fonte: Estado de Minas


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *