Entre em contato conosco


Notícias

Polícia Civil constata que morte de homem encontrado em buraco foi por asfixia

Published

on




Delegado de homicídios, Érico Rodovalho. (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil ainda está investigando a morte de Fernando Rodrigues de Faria, 38 anos, mas é possível dizer que ele morreu dentro do buraco. O Instituto Médico Legal da Polícia Civil constatou que a morte foi por asfixia. As investigações continuam para descobrir se foi algum acidente ou se foi mesmo um homicídio.

De acordo com o Delegado de Homicídios, Érico Rodovalho, nenhuma hipótese foi descartada, mas a primeira linha de investigação aponta que ele pode ter caído no buraco por algum acidente. Ele explicou que a morte por asfixia pode ter acontecido por alguma situação fisiológica de Fernando naquele momento.



O delegado ressaltou que nenhuma marca de violência foi encontrada no corpo dele. “Ele pode ter passado mal, sentido vontade de vomitar, por exemplo, e acabou caindo no buraco”, comentou. Os investigadores estão buscando mais detalhes para tentar identificar o que realmente teria acontecido.

A suspeita anterior é de que ele havia sido jogado dentro do buraco. Se isso tiver ocorrido, a principal hipótese é de que ele tenha sido jogado vivo no local. O trabalho dos investigadores vai ser agora para apurar o que provocou a asfixia em Fernando. Segundo testemunhas, ele fazia uso imoderado de álcool e drogas.

Entenda o caso

Fernando foi encontrado morto de cabeça para baixo em um buraco de aproximadamente 40 centímetros de diâmetro e 2 metros de profundidade. Ele vestia calça jeans, botina e estava sem camisa. Utilizando cordas, o Corpo de Bombeiros teve que fazer o resgate de Fernando.

Fonte: Patos Hoje


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *