Entre em contato conosco


Notícias

Mulher mantida em cárcere privado pelo companheiro é resgatada em Uberaba

Published

on

Foi resgatada na tarde deste domingo (3), uma mulher, de 35 anos, que era mantida em cárcere privado pelo próprio companheiro na comunidade rural da Baixa, em Uberaba.

Ela tinha sinais de maus-tratos, com com vários ferimentos e queimaduras de segundo grau pelo corpo. O homem, de 37 anos, foi detido. Uma testemunha relatou ao Integração Notícia como o homem agia.

Após denúncias, a Polícia Militar (PM) foi chamada para acompanhar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em uma ocorrência de suposta agressão entre um casal. Assim que chegaram ao local, as equipes constataram que a casa estava trancada e ninguém atendeu.

Devido à situação denunciada, os militares entraram no imóvel com apoio do Corpo de Bombeiros e o Samu e encontraram o casal deitado em um dos quartos. Depois de diversos chamados, o homem se levantou e foi falar com os policiais. Segundo a PM, ele aparentava estar sob efeito de drogas e totalmente embriagado.

Enquanto isso, a mulher foi atendida pelo Samu e foi constatado que ela tinha várias escoriações pelo corpo, lesões na cabeça e queimaduras de segundo grau.


Então, foi dada voz de prisão ao homem, que, de acordo com a polícia, resistiu, mas foi contido e algemado. Ele foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito e depois encaminhado à Delegacia de Plantão da Polícia Civil.

Ainda segundo a PM, na ficha de atendimento médico da mulher consta que ela estava em cárcere privado pelo companheiro há nove dias e que ela não se alimentava há seis dias. Durante esse período, ela consumiu apenas bebida alcoólica e que ela é dependente química.

A mulher também tinha vários hematomas em diferentes estágios de cicatrização – o que, segundo o relatório médico, caracteriza agressões contínuas –, além de queimaduras que podem ter sido causas com pontas de cigarro.

Conforme a ocorrência, a vítima relatou ao médico do Samu que era obrigada pelo companheiro a manter relações sexuais com ele. A PM informou que não foi possível ter o depoimento da mulher, pois ela está internada na UPA São Benedito.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu), responsável pela administração das duas UPAs da cidade, que informou que o estado de saúde da mulher é estável. Além disso, segundo a Funepu, após avaliação psiquiátrica, foi orientada a permanência dela para internação em serviço terciário para garantir cuidados físicos e mentais.

Fonte: G1

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.