Connect with us
https://paranaibaagora.com.br/wp-content/uploads/2019/12/instit_3_fase_ban_paranaiba-agora_1000x200px.gif

Notícias

Homem fica preso por 5 dias em grota e é resgatado com vida após mobilizar a cidade de São Gonçalo do Abaeté

Published

on

A mobilização de várias pessoas em São Gonçalo do Abaeté terminou com um final mais do que feliz. Um garimpeiro que saiu no fim de semana acabou ficando preso em uma grota e só foi resgatado nessa quinta-feira (31). Ele estava bastante desnutrido, mas com vida.

O servidor municipal Marcos Wiliam foi quem entrou em contato com o Patos Hoje e relatou a história. O senhor Valmir Pereira de Souza, de 54 anos, conhecido como “Feio”, saiu bem cedo no domingo (27) e caminhou pela estrada em rumo a um garimpo onde planejava trabalhar.

No entanto, ele entrou em uma grota possivelmente para beber água e desde então não era mais visto. Depois de 5 dias de buscas, mobilizando todos os familiares e várias outras pessoas da cidade, Valmir acabou sendo encontrado com vida dentro da grota.


O também servidor público, Farley Rodrigues, foi um dos que localizaram o senhor, no entanto até o Corpo de Bombeiros chegou a ajudar nas buscas e a Polícia Militar também havia registrado a ocorrência do desaparecimento.

Ao ser encontrado, ele teve que ser carregado, porque estava bastante debilitado. Farley Rodrigues contou a história nas redes sociais. A grota situada a cerca de 35 quilômetros da cidade possui aproximadamente 3 metros de profundidade e realmente não havia chances de ele escapar.

Farley disse que ele só sobreviveu porque no local havia água. Eles acreditam que Valmir passou todo este tempo sem se alimentar apenas bebendo água. Valmir foi resgatado e levado para o hospital para receber atendimento médico. Ele ainda não se encontra em pleno estado para dizer o que aconteceu.

A localização deixou todos os cerca de 7 mil habitantes de São Gonçalo do Abaeté, cidade que fica a cerca de 110 quilômetros de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, muito contentes e virou o assunto da cidade.

Fonte: Patos Hoje