Entre em contato conosco


Cruzeiro

Daniel Guedes segue ligado ao Cruzeiro e terá futuro avaliado pela direção

Published

on



Daniel Guedes disputou sete jogos pela Raposa na Série B (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

O lateral-direito Daniel Guedes segue ligado ao Cruzeiro, apesar de não participar da rotina de treinos no clube desde meados de novembro, quando teve a contratação indicada pelo então técnico do Goiás, Enderson Moreira, que o dirigiu na Toca da Raposa II. O jogador de 26 anos chegou a trabalhar nas dependências do clube esmeraldino, porém não assinou o acordo em razão de uma proibição por parte da Fifa.

O regulamento de transferências da entidade máxima do futebol impede um clube que contratou um jogador por empréstimo de repassá-lo a outra equipe. Assim, Daniel Guedes só poderia ir para o Goiás caso rescindisse com o Cruzeiro e regressasse ao Santos, detentor dos seus direitos econômicos e federativos. Como o lateral tem vínculo até dezembro de 2021 com o time celeste, a diretoria do Peixe não concordou em reintegrá-lo antecipadamente.




Daniel Guedes ficou fora dos planos do Cruzeiro sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari, que o convocou apenas para o duelo contra o Náutico, em 25 de outubro, pela 18ª rodada da Série B. O titular no empate por 1 a 1 no estádio dos Aflitos, no Recife, foi o jovem Rafael Luiz, de 18 anos. Antes, o defensor cedido pelo Santos disputou sete partidas (seis como titular).

Desde a liberação do Cruzeiro e a saída frustrada para o Goiás, o lateral passou a cuidar do condicionamento físico fora da Toca. Em várias ocasiões, fez stories no Instagram na fazenda em que comprou no interior do Mato Grosso do Sul. Seu nome, todavia, ainda consta na relação do elenco no site oficial da Raposa, ao lado dos outros dois laterais-direitos, Rafael Luiz e Raúl Cáceres.

Consultado pelo Superesportes, o Cruzeiro informou que Daniel Guedes é atleta vinculado ao clube, e, portanto, terá a situação estudada assim como todos os outros. Por sua vez, Cláudio Fiorito, empresário do lateral, não retornou os contatos da reportagem. Existem dois caminhos: a tentativa de rescisão ou a reintegração do jogador ao grupo, a depender do técnico que substituirá Felipão.

Daniel cumpriu 10 meses de suspensão, entre setembro de 2019 e julho de 2020, após exame detectar em seu organismo a presença de higenamina, proibida pela Agência Mundial Antidoping. No recurso, ele conseguiu provar a sua inocência com o argumento de que ingeriu a substância ao beber um suco de graviola.

Fonte: Superesportes



A empresa Paranaíba Agora surgiu há cinco anos para levar a informação séria, responsável para a sociedade rio paranaibana. Aos poucos, foi ganhando espaço e passou a ser o principal veículo de comunicação online em Rio Paranaíba. Além do portal de notícias que já atingiu mais de 5 milhões de acessos, a empresa ainda realiza outros serviços de marketing para empresas. Nossa linha editoral é de sempre trabalhar com a verdade dos fatos, pautando pela seriedade e respeito com ambas as partes da história.

Publicidade

Siga-nos nas redes sociais

Cotação do Café

Últimas notícias