Entre em contato conosco

Cruzeiro

Cruzeiro: jogadores não se concentram em protesto por atrasos salariais

Published

on




érgio Santos Rodrigues conversou com jogadores recentemente para apresentar o novo diretor executivo, André Mazzuco. O presidente não deu prazo para pagamento dos salários atrasados (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Os jogadores do Cruzeiro decidiram não se concentrar na Toca da Raposa II na véspera do duelo contra o Oeste, às 21h30 desta quarta-feira, no Independência, pela 34ª rodada da Série B. O grupo protesta contra o atraso salarial de mais de três meses – parte de outubro e a íntegra de novembro, dezembro e 13º – e a ausência de um prazo da diretoria para resolução dessas obrigações.

A informação foi publicada inicialmente pelo UOL e confirmada pelo Superesportes. Após dormirem em suas residências, os jogadores se reapresentam na manhã desta quarta, na Toca II, onde almoçam e descansam antes do deslocamento ao estádio do Horto para o compromisso da noite.



A reportagem apurou que o descontentamento interno ficou ainda maior quando os atletas tomaram conhecimento de um suposto pagamento do Cruzeiro dos valores devidos a Jadsom Silva, que entrou na Justiça solicitando a rescisão indireta do contrato de trabalho – a liminar foi negada ao volante.

O técnico Luiz Felipe Scolari compreendeu o posicionamento do elenco em reunião durante o treino da tarde. Embora tenha contrato até dezembro de 2022, ele também está propenso a não continuar no clube em 2021 em meio à falta de perspectiva de melhora na condução do futebol e da administração.

De acordo com o Globoesporte, o contrato de Felipão com o Cruzeiro prevê multa unilateral – isto é, apenas se a direção resolver demiti-lo. Estima-se que os valores girem em torno de R$ 10 milhões. Em contrapartida, o comandante não precisará indenizar o clube caso resolva deixar a Toca.

Em 14º lugar na Série B, com 44 pontos, o Cruzeiro pode encerrar a 34ª rodada a cinco de distância do quarto colocado, CSA, que soma 52. Para isso, terá de esquecer a crise financeira que parece não ter fim e ganhar do lanterna Oeste, que contabilizou apenas 23. Depois, a Raposa pegará Juventude (fora), Operário (casa), Náutico (casa) e Paraná (fora).

Fonte: Superesportes


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Publicidade

Siga-nos nas redes sociais

Cotação do Café

Últimas notícias