Entre em contato conosco


Destaque

Duas ocorrências são registradas durante as eleições em Rio Paranaíba

Published

on




A festa da democracia neste domingo (15) não foi tão harmoniosa na região. Diversas ocorrências foram registradas pela Polícia Civil envolvendo questões políticas. Em Lagoa Formosa, os ânimos ficaram ainda mais quentes e situação demandou um trabalho especial. A cidade registrou o maior número de ocorrências por questões políticas.

De acordo com o Luís Mauro Sampaio da 1ª Delegacia Regional da Polícia Civil, o município de Lagoa Formosa foi o que mais registrou ocorrências até as 18h00 deste domingo (15). Foram duas ocorrências relacionadas à distribuição de material de propaganda perto dos locais de votação, e outras cinco relacionadas a solicitações de representantes e fiscais das coligações, que a princípio não seriam motivo de prisão ou encaminhamento à Delegacia, sendo os registros direcionados ao Juízo Eleitoral da Comarca.

Também em Lagoa Formosa, houve o registro de uma ocorrência referente a eleitor que fazia uso de aparelho celular junto a cabine de votação, sendo feita a apreensão do aparelho e o autor foi preso e posteriormente liberado após ser elaborado o procedimento de Termo Circunstanciado de Ocorrência. O Patos Hoje também teve acesso a vídeos que mostram diversas pessoas em luta corporal em via pública. As informações são de que a confusão também se iniciou devido a questões políticas.

Durante todo o período eleitoral, o município de Lagoa Formosa teve diversas ocorrências. Foram registrados desde despeito às regras de combate ao coronavírus até a perturbação do sossego, agressões e vários outros delitos foram registrados. A disputa acirrada entre os dois candidatos também fez com que a justiça expedisse uma portaria proibindo aglomerações com mais de 30 pessoas. Além de evitar mais crimes, a proibição era para prevenir a propagação do coronavírus.

Em Patos de Minas e nas outras cidades da região, também houve ocorrências, mas em menor número. Na Capital do Milho, de acordo com a Polícia Civil, foram registradas 3 ocorrências relacionadas à distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, sem identificação de autoria e sem prisão. Em São Gonçalo do Abaeté, teve uma ocorrência, referente à Arregimentação de Eleitor (Boca de Urna). O autor liberado após ser elaborado o procedimento de Termo Circunstanciado de Ocorrência.



No município de Varjão de Minas, foram 3 ocorrências relacionadas a solicitações de representantes e fiscais das coligações, que a princípio não seriam motivo de prisão ou encaminhamento à Delegacia, sendo os registros direcionados ao Juízo Eleitoral da Comarca. Em Presidente Olegário, foi registrada 1 ocorrência relacionada à distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, sem identificação de autoria e sem prisão.

No município de Lagoa Grande, foi registrada uma ocorrência relacionada à solicitação de representantes e fiscais das coligações, que a princípio não seriam motivo de prisão ou encaminhamento à Delegacia, sendo o registro direcionado ao Juízo Eleitoral da Comarca. Também houve 1 ocorrência em que um eleitor alegou que alguém teria votado em seu lugar, sendo verificado um erro por parte dos mesários da seção e constatado equívoco quanto a homônimo. O Patos Hoje teve acesso a imagens que mostram a Polícia Militar tendo que utilizar de bombas de efeito moral para dispersar um grupo de pessoas.

Na cidade de Lagamar, não houve ocorrências eleitorais. Em Carmo do Paranaíba, 1 ocorrência referente a Defeito em Urna Eletrônica e 1 ocorrência referente a Cumprimento de Busca e Apreensão pela Polícia Civil, visando apurar possível crime de Corrupção Eleitoral, sendo instaurado Inquérito para melhor apuração dos fatos.

Na cidade de Rio Paranaíba, foram duas ocorrências, sendo uma relacionada à distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, sem identificação de autoria e sem prisão e outra a relacionada a possível erro de eleitor ao votar. Em Arapuá, foram registradas mais duas, sendo uma relativa a Boca de

Urna  com TCO e o autor foi liberado e outra relativa a Compra de Votos e Boca de Urna, sendo o autor, que é vereador e candidato a reeleição, autuado em flagrante delito.

Na Comarca de São Gotardo, foram três ocorrências, sendo uma relativa à Boca de Urna no distrito de Guarda dos Ferreiros (São Gotardo) com TCO e o autor foi liberado, 2 relacionadas a solicitações de representantes e fiscais das coligações, que a princípio não seriam motivo de prisão ou encaminhamento à Delegacia, sendo os registros direcionados ao Juízo Eleitoral da Comarca. Em Tiros, foram mais duas, sendo relacionada à distribuição de material de propaganda próximo aos locais de votação, sem identificação de autoria e sem prisão e outra relacionada a propaganda irregular, sem identificação de autoria e sem prisão. Não houve ocorrências em Matutina.

Fonte: Patos Hoje


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *