Entre em contato conosco


Notícias

‘Toque de recolher’ é suspenso e municípios de três macrorregiões estão na Onda Vermelha

Published

on



No dia que completou um mês na Onda Roxa do plano Minas Consciente, a macrorregião do Triângulo do Sul foi classificada para voltar para a Onda Vermelha após reunião semanal do Comitê Estadual. A decisão divulgada nesta quarta-feira (7), vale a partir da próxima segunda-feira (12). A microrregião de São Gotardo também irá para a mesma fase ; entenda mais sobre as mudanças abaixo.

Já o Triângulo do Norte que já tinha voltado recentemente para a Onda Vermelha, assim vai permanecer. Somente a macrorregião Noroeste vai continuar na Roxa, por pelo menos mais uma semana. Além das novas classificações, o Estado também anunciou a suspensão do “toque de recolher” entre 20h e 5h, mas definiu novas restrições para o horário.

Ondas Vermelha e Roxa

Onda Vermelha permite o funcionamento de todas as atividades, desde que cumpram regras de segurança, como distanciamento e limitação máxima de pessoas. Na Onda Roxa, os municípios devem seguir obrigatoriamente as determinações do Estado ou determinar medidas mais rígidas.

Sem imposição do Estado

Com a classificação anunciada nesta quarta, os municípios que têm planos municipais contra a Covid-19 e foram inseridos na Onda Vermelha, agora não serão mais obrigados a seguirem as determinações do governo estadual. Este é o caso das cidades de Uberlândia e Uberaba, que têm decretos próprios.

Cidades que estão na Onda Vermelha

macrorregião do Triângulo do Sul se junta a macrorregião do Triângulo do Norte, que segue as determinações da Onda Vermelha desde a última segunda-feira (5). As cidades de Araxá, Água Comprida, Campo Florido, Campos Altos, Carneirinho, Comendador Gomes, Conceição das Alagoas, Conquista, Delta, Fronteira, Frutal, Ibiá, Itapagipe, Iturama, Limeira do Oeste, Pedrinópolis, Perdizes, Pirajuba, Planura, Pratinha, Sacramento, Santa Juliana, São Francisco de Sales, Tapira, Uberaba, União de Minas e Veríssimo, vão poder permitir a retomada das atividades comerciais.

microrregião de São Gotardo, inserida na macrorregião Noroeste, também avançou para uma fase menos restritiva. Além da principal cidade da região, os municípios de Arapuá, Carmo do Paranaíba, Matutina, Rio Paranaíba, Santa Rosa da Serra e Tiros também avançaram para a Onda Vermelha.

Monitoramento até o fim da onda roxa

De acordo com o Estado, as regiões que podem mudar de fase vão ser monitoradas até a sexta-feira (9) e, caso a situação de melhora não se mantenha, poderão permanecer na Onda Roxa. Ainda segundo o governo estadual, as flexibilizações por parte dos municípios só serão válidas a partir de segunda-feira (12), não havendo a possibilidade de adiantamento da decisão como ocorreu em Patos de Minas e Patrocínio.

Triângulo do Norte e Patos de Minas

Desde a última segunda-feira (5), o Triângulo do Norte já integrava a onda vermelha. Ele é composto pelas cidades: de Abadia dos Dourados, Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Patrocínio, Prata, Romaria, Santa Vitória, Tupaciguara, Uberlândia – todos podem permitir o funcionamento de todas as atividades, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação máxima de pessoas.

E a microrregião do Triângulo Norte que conta com Patos de Minas, os municípios de Cruzeiro da Fortaleza, Guarda-Mor, Guimarânia, Lagamar, Lagoa Formosa, Presidente Olegário, São Gonçalo do Abaeté, Serra do Salitre, Varjão de Minas e Vazante também estão na Onda Vermelha desde o início da semana.

Orientações flexibilização Minas Consciente, 31/03/2021 — Foto: Imprensa MG/Divulgação

Orientações flexibilização Minas Consciente, 31/03/2021 — Foto: Imprensa MG/Divulgação

‘Toque de recolher’

O Comitê Extraordinário Covid-19 também anunciou o fim da norma que restringe a circulação da população entre 20h e 5h e da medida que proibia reuniões familiares durante a Onda Roxa. Conforme o Estado, a suspensão atende a um acordo feito após questionamento de constitucionalidade por parte do deputado estadual Bruno Engler (PRTB).



Mesmo com o fim da proibição, o governador Romeu Zema (Novo) enfatizou que qualquer tipo de aglomeração ou trânsito desnecessário durante a pandemia não é aconselhado.

“Essas medidas não serão mais obrigatórias, mas é essencial que todos façam a sua parte para conseguirmos reduzir a propagação do vírus. Precisamos que a população mantenha todos os cuidados, use máscara e evite aglomerações para conseguirmos sair disso o mais rápido possível”, disse Zema.

Como medida compensatória para o fim da restrição de circulação de pessoas e da proibição de reuniões familiares, a Onda Roxa passa a proibir a retirada de produtos em balcão em todo o comércio não essencial entre 20h às 5h. Estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar em formato de delivery neste horário. Supermercados e padarias vão ter o funcionamento ampliado até as 22h, para reduzir a circulação de pessoas no pico.

Onda Roxa

A fase mais restritiva foi criada para conter o avanço da contaminação pelo coronavírus e proíbe o funcionamento do comércio não essencial. A Onda Roxa é imposta a todas as cidades que forem classificadas nela, ou seja, mesmo que o município não tenha aderido ao Minas Consciente, ele deve seguir as determinações estaduais enquanto estiver inserido nessa fase.

A saída das pessoas deve se restringir somente para acesso ou trabalho nos serviços autorizados a funcionar. Está proibida a circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto para atendimento médico.

Os comércios e serviços não essenciais podem funcionar com atendimento remoto (on-line ou telefone) em sistema de delivery. A partir de segunda-feira (12) a retirada no balcão está proibida devido a suspensão do “toque de recolher”. O consumo no local permanece proibido.

Veja as medidas impostas pela “Onda Roxa”:

  • Fechamento do comércio não essencial;
  • Suspensão de cirurgias eletivas;
  • Apoio das forças de segurança;
  • Restrição de circulação de pessoas (só poderão sair de casa para atividades essenciais);
  • Proibição de pessoas sem máscara em qualquer espaço;
  • Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe;
  • Implantação de barreiras sanitárias de vigilância;
  • Fechamento de bares e restaurantes (funcionamento apenas por delivery);
  • Proibição de eventos públicos e privados.

Serviços considerados essenciais pelo Minas Consciente:

  • setor de Saúde, incluindo unidades hospitalares e de atendimento e consultórios;
  • indústria, logística de montagem e de distribuição, e comércio de fármacos, farmácias, drogarias, óticas, materiais clínicos e hospitalares;
  • hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, quitandas, centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, lanchonetes, de água mineral e de alimentos para animais;
  • produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;
  • distribuidoras de gás;
  • oficinas mecânicas, borracharias, autopeças, concessionárias e revendedoras de veículos automotores de qualquer natureza, inclusive as de máquinas agrícolas e afins;
  • restaurantes em pontos ou postos de paradas nas rodovias;
  • agências bancárias e similares;
  • cadeia industrial de alimentos;
  • agrossilvipastoris e agroindustriais;
  • telecomunicação, internet, imprensa, tecnologia da informação e processamento de dados, tais como gestão, desenvolvimento, suporte e manutenção de hardware, software, hospedagem e conectividade;
  • construção civil;
  • setores industriais, desde que relacionados à cadeia produtiva de serviços e produtos essenciais;
  • lavanderias;
  • assistência veterinária e pet shops;
  • transporte e entrega de cargas em geral;
  • call center;
  • locação de veículos de qualquer natureza, inclusive a de máquinas agrícolas e afins;
  • assistência técnica em máquinas, equipamentos, instalações, edificações e atividades correlatas, tais como a de eletricista e bombeiro hidráulico;
  • controle de pragas e de desinfecção de ambientes;
  • atendimento e atuação em emergências ambientais;
  • comércio atacadista e varejista de insumos para confecção de equipamentos de proteção individual – EPI e clínico-hospitalares, tais como tecidos, artefatos de tecidos e aviamento;
  • de representação judicial e extrajudicial, assessoria e consultoria jurídicas;
  • relacionados à contabilidade;
  • serviços domésticos e de cuidadores e terapeutas;
  • hotelaria, hospedagem, pousadas, motéis e congêneres para uso de trabalhadores de serviços essenciais, como residência ou local para isolamento em caso de suspeita ou confirmação de Covid-19;
  • atividades de ensino presencial referentes ao último período ou semestre dos cursos da área de saúde;
  • transporte privado individual de passageiros, solicitado por aplicativos ou outras plataformas de comunicação em rede.

Cidades que compõem a macrorregião do Triângulo do Norte

Município
Abadia dos Dourados
Araguari
Araporã
Cachoeira Dourada
Campina Verde
Canápolis
Capinópolis
Cascalho Rico
Centralina
Coromandel
Douradoquara
Estrela do Sul
Grupiara
Gurinhatã
Indianópolis
Ipiaçu
Iraí de Minas
Ituiutaba
Monte Alegre de Minas
Monte Carmelo
Nova Ponte
Patrocínio
Prata
Romaria
Santa Vitória
Tupaciguara
Uberlândia
Fonte: Minas Consciente

Cidades que compõem a macrorregião do Triângulo do Sul

Município
Araxá
Água Comprida
Campo Florido
Campos Altos
Carneirinho
Comendador Gomes
Conceição das Alagoas
Conquista
Delta
Fronteira
Frutal
Ibiá
Itapagipe
Iturama
Limeira do Oeste
Pedrinópolis
Perdizes
Pirajuba
Planura
Pratinha
Sacramento
Santa Juliana
São Francisco de Sales
Tapira
Uberaba
União de Minas
Veríssimo
Fonte: Minas Consciente

Cidades que compõem a macrorregião Noroeste de MG

Município
Arapuá
Carmo do Paranaíba
Cruzeiro da Fortaleza
Guarda-Mor
Guimarânia
João Pinheiro
Lagamar
Lagoa Formosa
Lagoa Grande
Matutina
Paracatu
Patos de Minas
Presidente Olegário
Rio Paranaíba
Santa Rosa da Serra
São Gonçaldo do Abaeté
São Gotardo
Serra do Salitre
Tiros
Varjão de Minas
Vazante
Fonte: Minas Consciente

Fonte: G1



A empresa Paranaíba Agora surgiu há cinco anos para levar a informação séria, responsável para a sociedade rio paranaibana. Aos poucos, foi ganhando espaço e passou a ser o principal veículo de comunicação online em Rio Paranaíba. Além do portal de notícias que já atingiu mais de 5 milhões de acessos, a empresa ainda realiza outros serviços de marketing para empresas. Nossa linha editoral é de sempre trabalhar com a verdade dos fatos, pautando pela seriedade e respeito com ambas as partes da história.

Publicidade

Previsão do tempo

Siga-nos nas redes sociais

Cotação do Café

Últimas notícias