Entre em contato conosco

Notícias

Taxista que estava desaparecido é encontrado morto próximo a MG 230; quatro pessoas confessaram o crime

Published

on




A Polícia Militar conseguiu prender quatro pessoas envolvidas no latrocínio do taxista de 26 anos de São Gotardo. Segundo as informações oficiais da PM, no dia 23, os militares foram acionados pela mãe do profissional a qual relatou que seu filho recebeu um pedido de transporte de passageiros por volta das 14h30 até a cidade de Ibiá, porém, cerca de oito horas depois, não havia retornado. Toda família tentou diversos contatos telefônicos, mas não obtiveram êxito.

Câmeras do olho vivo em Patrocínio flagraram o veículo do taxista circulando pela cidade durante a noite e, após diligências, os policiais encontraram o veículo com um jovem de 18 anos, identificado como A.A.S., natural de Patrocínio, assim como o aparelho telefônico do motorista. O jovem acabou sendo preso pelo crime de receptação.




Mais tarde, a Polícia recebeu informação sobre um possível suspeito que estaria envolvido no crime. De imediato, foi montada uma operação e os militares lograram êxito em prender L.H.F.S, de 18 anos natural de Uberlândia e W.M.P de 20 anos natural de Governador Nunes Freire no Maranhão. Também foram apreendidos dois menores infratores, sendo eles W.B.C. de 17 anos natural de Oralândia-BA e M.A.F.S. de 16 anos, natural de São Gotardo. Todos foram presos e apreendidos em flagrante delito.

Aos policiais eles confessaram a participação no crime e alegaram que intuito era apenas roubar o carro para trocar por droga e dinheiro. Eles ainda levaram os militares até o local onde estava o corpo da vítima que, a princípio trata-se de M.L.M. de 26 anos, natural de São Gotardo. Segundo a PM, não foram localizados os documentos de identificação da vítima e ainda não foi realizado o reconhecido por familiares, sendo que, a identificação por parte das autoridades será feita posteriormente.

Com o autor W.M.P., os policiais localizaram os seguintes materiais: uma pedra grande de droga conhecida como crack, que se fracionada, renderiam 20 pedras em tamanho comercial; 19 pedras de crack, já embaladas prontas para o comércio; 01 tablete de maconha de tamanho médio; 07 buchas de maconha, prontas para o comércio; material de dolagem e fracionamento de droga e 26 reais em cédulas diversas.

Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de São Gotardo que investiga o caso.

Texto: Gilberto Martins


Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Publicidade

Siga-nos nas redes sociais

Cotação do Café

Últimas notícias