Suspeitos de envolvimento em brutal assassinato em Patos de Minas são levados para a Delegacia


Dois homens foram levados para a Delegacia da Polícia Civil no final da manhã desta quinta-feira (18) suspeitos de envolvimento no brutal assassinato de um homem no bairro Residencial Quebec. Um deles foi a última pessoa vista com a vítima antes da morte. Entretanto, os dois negam qualquer envolvimento com o homicídio.

Rafael Santos Oliveira, de 22 anos, foi assassinado durante a madrugada de hoje. O corpo foi encontrado nesta manhã em uma área desabitada entre os bairros Sorriso e Residencial Quebec. Segundo a Polícia Militar, a companheira de Rafael informou que ele foi chamado durante a noite e saiu com um homem conhecido como Chinego.

Chinego foi encontrado nesta manhã. O jovem de 19 anos, que se chama Alex Júnio de Oliveira, confirmou que saiu com a vítima, mas informou que o deixou em um bar localizado na rua 11 do Residencial Quebec. Entretanto, os policiais foram até esse bar e receberam a informação de que o comércio está fechado para reforma há algumas semanas.

Também foi levado para a Delegacia Enilson Ferreira dos Santos, de 28 anos. O pedreiro deu abrigo para Chinego e entrou em contradição ao ser questionado pelos policiais. Primeiro ele teria dito que o suspeito passou a noite em sua casa. Ao ser indagado sobre o homicídio, voltou atrás e afirmou que Chinego chegou pela manhã e pediu para que ele mentisse que havia passado a noite. Além disso, quando os policiais chegaram na casa de Enilson, Chinego estava dormindo na cama dele.

Segundo a Polícia Militar, o crime estaria relacionado a dívidas e ao comportamento da vítima. Rafael estaria cometendo diversos furtos no bairro, contrariando os moradores e atraindo a polícia para o local. Segundo o subtenente Anísio, recentemente Rafael foi preso com diversos materiais furtados e também com drogas e teria ficado em dívida com Enilson.

Um adolescente de 17 anos, que saía da casa de Enilson com um cigarro de maconha também foi conduzido para a Delegacia. A Polícia Civil deverá dar prosseguimento às investigações para descobrir o motivo e as pessoas que cometeram o homicídio. A suspeita é de que existe a participação de mais gente e que Chinego tenha sido responsável por atrair a vítima para o local do crime.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR
Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.