Entre em contato conosco


Notícias

PM prende jovens acusados de quebrarem muro de casa para furtar e outra dupla por furto de celular

Published

on

A Polícia Militar levou para a delegacia na noite dessa quarta-feira (26) quatro indivíduos por dois furtos em Patos de Minas. Dois jovens foram presos após serem identificados pela vítima como os indivíduos que quebraram o muro dos fundos de sua residência para furtar. Os outros dois indivíduos foram conduzidos até a delegacia por furto de celular.

O primeiro crime aconteceu em uma residência na Rua Maria Aparecida Magalhães, Alto dos Caiçaras. A vítima percebeu quando dois indivíduos usavam um piquete, provavelmente pegado em uma construção vizinha, e quebrava o muro dos fundos do imóvel. A vítima gritou e os indivíduos fugiram em um Fiat/Uno verde com a porta do motorista danificada.

A vítima viu os infratores e repassou as características para os policiais. Durante uma blitz, os policiais conseguiram abordá-los na Rua Zeca Mota. Pablo Bontempo da Silva Matos, 20 anos, bastante conhecido no meio policial, e Mateus Francisco Ferreira, 18 anos, ficaram bastante nervosos e o motorista não apresentou qualquer documentação. Ele não é habilitado, estava sem o cinto, de chinelos e o carro sem licenciamento.


Os policiais suspeitaram de imediato da dupla e fez fotos dos dois para apresentar para a vítima. Eles foram reconhecidos, bem como o veículo em que eles estavam. O carro foi levado para o depósito. Os policiais suspeitam que eles podem ter sido os mesmos autores de outros dois crimes ocorridos no dia 23, da mesma forma, ou seja, quebrando o muro da residência. A Polícia Civil vai investigar o caso para saber se eles foram também os autores de outros furtos em Patos de Minas. Eles negam o crime.

O segundo furto nessa quarta-feira (26) foi na Rua Cocada, Bairro Nossa Senhora de Fátima. A vítima manuseava o celular quando dois indivíduos em duas bicicletas a abordaram pelas costas e exigiram o aparelho. Os policiais começaram os rastreamentos e conseguiram prender os suspeitos Wesley Aquino Caixeta, 23 anos, e um menor de 14 anos. Eles entraram em contradição e a vítima conseguiu reconhecer as vozes. Eles foram levados para a delegacia. O aparelho não foi localizado.

Fonte: Patos Hoje

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.