Nova fase da Operação Colheita tem apreensão de revólver e cumprimento de 21 mandados


Homens da Polícia Militar e da Polícia Civil iniciaram mais uma fase da Operação Colheita na manhã desta quarta-feira (14). Os policiais cumprem 21 mandados de prisão contra pessoas condenadas pela Justiça que cumpriam pena em regime aberto, mas que estavam descumprindo as regras do benefício. Com um dos alvos dos mandados, os policiais apreenderam um revólver calibre .38 carregado com quatro munições.

A operação Colheita faz o acompanhamento e fiscaliza indivíduos que se encontram em situação de prisão domiciliar ou recolhimento domiciliar noturno. Esses condenados pela Justiça deveriam cumprir a determinação judicial de se manterem em suas residências nos horários e dias determinados sendo que aqueles que descumprem a determinação judicial eventualmente estão tendo seu regime regredido e retornam ao cárcere comum.

Iniciada há cerca de quatro anos, a Operação Colheita já fiscalizou mais de 3000 pessoas. “Sempre com o apoio do Ministério Público e do Poder Judiciário, retornaram ao cárcere mais de 300 pessoas, chegando a mais de 700 audiências de justificação” destacou o delegado regional Luiz Mauro Sampaio. Segundo ele, somente na última fiscalização foram visitados em um único dia pela Polícia Civil e Polícia Militar 410 pessoas que se encontravam em regime de prisão domiciliar e recolhimento domiciliar noturno, sendo que aproximadamente 100 pessoas estariam teoricamente descumprindo a ordem judicial.

Após análise do Ministério Público e do Poder Judiciário local foram expedidos 21 mandados de prisão que estão sendo cumpridos pela Polícia Militar e pela Polícia Civil nesta quarta-feira. O trabalho de cumprimento dos mandados começou bem cedo. Até as 8h30 da manhã, pelo menos 10 pessoas já tinham sido conduzidas para a Delegacia.

“O trabalho desenvolvido na operação Colheita é Pioneiro em Minas Gerais e vem surtindo efeito tanto na auto determinação dos reeducandos como nos índices de criminalidade, sendo uma estratégia bem-vinda enquanto não se tem o controle por meio de tornozeleira eletrônica ou outro meio tecnológico para acompanhamento de indivíduos que se encontram em regime diferenciado de prisão domiciliar”, concluiu Luiz Mauro.

O Chefe do 10º Departamento da Polícia Civil, Cézar Felipe Colombari da Silva bem como o Comandante da 10ª região da Polícia Militar, Coronel Waldimir Soares Ferreira exaltam o trabalho de todos os órgãos de segurança pela atuação incansável buscando o bem comum e a maior sensação de segurança para a população. O comandante do 15º BPM Tenente Coronel Rogério Gonçalves Caixeta e o Delegado Regional de Patos de Minas, Doutor Luís Mauro Sampaio agradeceram também a cooperação e agilidade do Ministério Público e do Poder Judiciário e principalmente a colaboração da população de Patos de Minas contra a criminalidade.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR
Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.