Grave acidente entre ônibus e carreta na BR 365 deixa feridos e tira a vida de criança


Um grave acidente na manhã desta quarta-feira (14) na BR 365 em Patos de Minas deixou pelo menos seis pessoas feridas e tirou a vida de uma criança. Um ônibus de transporte de passageiros acertou em cheio a traseira de uma carreta que transportava materiais de construção. Em princípio, roupas sujas de sangue davam a impressão de que seriam dois óbitos, mas somente a morte da criança foi confirmada.

O acidente aconteceu por volta de 6h00 da manhã desta quarta-feira no km 387 da BR 365, bem na entrada do Posto Parati. A carreta seguia em velocidade reduzida em direção a Varjão de Minas quando foi atingida em cheio pelo ônibus que seguia no mesmo sentido. O impacto da batida foi tão forte que os dois veículos só pararam 50 metros à frente.

O motorista da carreta, Valber Franklin da Silva Batista, de 39 anos, disse que a rodovia ainda estava escura e que seguia normalmente pela pista de rolamento quando sentiu o impacto da batida. A frente do ônibus ficou bastante danificada. Uma das portas foi arrancada. Pelo menos seis pessoas foram socorridas pelo Samu e encaminhadas para o Hospital Regional. Passageiros que tiveram ferimentos leves permaneceram no local.

Uma criança de aproximadamente 4 anos, que viajava na parte da frente do ônibus não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Passageiros informaram que a menina é filha do motorista que dirigia o ônibus no momento da batida. O homem ficou transtornado e não permaneceu no local. Até o fechamento desta reportagem ele ainda não havia sido localizado e nem identificado. O segundo motorista ficou ferido e precisou ser socorrido.

O ônibus saiu do Estado de São Paulo e seguia em direção ao Nordeste, com paradas previstas para Bahia, Alagoas e Pernambuco. Os passageiros e uma grande quantidade de bagagens permaneceram às margens da rodovia. A Polícia Rodoviária Federal ainda tentava localizar o motorista e a documentação do veículo para saber se o ônibus estava regular ou se fazia o transporte clandestino de passageiros.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR
Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.