Entre em contato conosco


Destaque

Em partida eletrizante, Atlético empata com Flamengo na abertura do Brasileirão

Published

on

Campeões estaduais em 2017, Flamengo e Atlético abriram o Campeonato Brasileiro com clássico eletrizante neste sábado, no Maracanã. Em partida repleta de chances para ambos os lados, alvinegros e rubro-negros empataram por 1 a 1, diante de público de mais de 50 mil pessoas. O Galo teve muita dificuldade no primeiro tempo e saiu atrás: Matheus Sávio marcou para o Fla. Na segunda etapa, após ótima entrada de Cazares, a equipe de Roger Machado reagiu e igualou o placar no Rio de Janeiro, com Elias.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Atlético enfrenta o Fluminense, no próximo domingo, às 16h, no Independência. Antes, o Galo, já classificado, tem compromisso pela Copa Libertadores diante do Godoy Cruz, às 21h, também no Horto. Já o Flamengo volta a campo pela Série A no sábado seguinte, contra o Atlético-GO, às 21h, no Serra Dourada.

Fla domina Galo ineficaz na primeira etapa

Com Maracanã lotado, o Flamengo partiu para o ataque no início do primeiro tempo, criou jogadas, mas não levou perigo ao Atlético. A equipe carioca tentou lançamentos para Guerrero, que acabou flagrado em impedimento em três oportunidades antes dos 20 minutos de jogo. Enquanto isso, o Galo manteve a consistência na marcação à espera de oportunidades para o contra-ataque. Aos 23min, no entanto, a insistência do time rubro-negro com o atacante peruano foi premiada. Matheus Sávio avançou em velocidade pela ponta esquerda e cruzou para Guerrero, na grande área. O camisa 9 tentou de cabeça, mas não alcançou. A bola tocou no gramado e entrou diretamente no canto esquerdo de Victor: 1 a 0 para o Fla.

Apesar da maior posse de bola, o Atlético não conseguiu reagir após o gol marcado por Matheus Sávio. Com apenas Otero na criação e Elias com liberdade no meio-campo, o Alvinegro teve bastante dificuldade de construir as jogadas e acionar Fred e Robinho no ataque, principalmente devido aos desarmes preciosos de Márcio Araújo. A única finalização relevante do Galo foi em forte cobrança de falta do meia venezuelano, defendida por Muralha. Felipe Santana também tentou de cabeça, em levantamento de Otero para a área, e mandou sobre o travessão.


Com rápida troca de passes e lançamentos, o Flamengo ainda assustou o Atlético duas vezes nos minutos finais da etapa. Aos 43min, Berrío invadiu a área pela esquerda e tocou para Guerrero. Felipe Santana se atrapalhou no momento do corte, e o peruano finalizou com bastante perigo, rente à trave esquerda de Victor. Nos acréscimos, outra ótima jogada de Berrío: o colombiano disparou pela ponta direita, deu caneta em Gabriel e optou novamente pelo passe ao centroavante ao invés da conclusão. Carlos César chegou rapidamente no meio da área, tirou de carrinho, e Felipe Santana afastou em definitivo.

Cazares inferniza em segundo tempo intenso

O Atlético voltou com mudança para o segundo tempo: Cazares no lugar de Otero. E a alteração de Roger Machado quase deu resultado logo no primeiro minuto. Após boa jogada de Elias, o equatoriano recebeu o passe, avançou, aplicou uma caneta em Pará e invadiu a área. O camisa tocou na saída de Muralha, mas Rafael Vaz, em cima da linha, evitou o gol de empate do Galo. A resposta do Flamengo foi imediata: Guerrero recebeu lançamento na área e escorou para Everton, que finalizou forte, rasteiro.  Victor fez excelente defesa.

O ritmo da partida no segundo tempo ficou eletrizante, e Cazares continuou infernizando a zaga flamenguista. Aos 9min, o meia  aproveitou rebote na grande área e bateu rasteiro. A bola passou por Muralha, mas Rafael Vaz, mais uma vez, evitou o gol em cima da linha. Mesmo com novo salvamento do zagueiro, o Atlético não demoraria a empatar a partida. Aos 13 minutos, o ex-atleticano Réver falhou no meio-campo, Elias roubou a bola e lançou Robinho. O camisa 7 conduziu pela intermediária e tocou para Fred, na lateral grande área. Sem ângulo para a finalização, o centroavante girou para Elias, que mandou uma bomba no ângulo esquerdo de Muralha: 1 a 1, no Maracanã.

Cazares levou perigo mais duas vezes ao Flamengo: em finalização que explodiu na zaga, e no chute rasteiro, que Fred se esticou para tentar empurrar para o gol. O Flamengo também assustou em dois momentos, com Everton e Guerrero, que tiveram conclusões afastadas após a bola já ter passado por Victor.

O jogo seguiu intenso, e clima entre os jogadores esquentou. Roger Machado realizou as duas últimas substituições no Atlético: Maicosuel e Rafael Moura nos lugares de Robinho e Fred. Zé Ricardo também mexeu no Flamengo e colocou a jovem promessa Vinícius Junior, de apenas 16 anos, em campo, na vaga de Berrío.

O Flamengo pressionou nos últimos minutos – Éderson e Guerrero quase marcaram. Nos acréscimos, o Alvinegro teve ótima chance para virar o confronto. Cazares recebeu lançamento longo e disparou forte chute da entrada da área. A bola passou sobre o travessão de Muralha, com bastante perigo. Apesar das oportunidades, o placar do clássico no Maracanã terminou em igualdade.

Fonte: Superesportes

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.