Entre em contato conosco


Destaque

Alerta é emitido durante coletiva sobre compartilhar casos de pedofilia

Published

on

A Polícia Civil de Patos de Minas emitiu na manhã desta quarta-feira (05) um alerta sobre a prática de crimes de pedofilia e pornografia infantil via internet.

Com caráter pedagógico, a coletiva de imprensa realizada na Delegacia Regional de Polícia Civil de Patos de Minas contou com a presença do Promotor de Justiça Paulo Henrique Delicole e dos delegados Saulo Santos e Luis Mauro Sampaio.


O alerta surgiu devido a dois casos com investigação em curso, conduzidos pela Polícia Civil, referentes ao compartilhando de fotos e vídeos de sexo explícito de crianças e adolescentes que foram compartilhados recentemente em Patos de Minas.

O Delegado Regional de Polícia Civil Luis Mauro Sampaio esclarece que armazenar ou distribuir por qualquer meio, registros de pornografia infantil, configura-se como crime por ferir o Artigo 241-A do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), e sujeita a pena de 3 a 6 anos de reclusão.

Paulo Henrique Delicole ressalta que mesmo que o material tenha sido produzido em outro país, a imagem de toda e qualquer criança, seja ela brasileira ou estrangeira, recebe proteção do ECA e aconselha que as pessoas que os receberem procurem e informem as autoridades competentes.

“É necessário encaminhar as informações o mais breve possível para os órgãos de proteção da criança e adolescente, como Conselho Tutelar, Ministério Público, Policias Civil e Militar, etc., para que cada indivíduo que esteja praticando tal crime virtual seja punido”, enfatizou Delicole.

Finalizando o alerta, segundo o delegado Saulo Santos, toda atividade realizada pela internet fica de certa forma armazenada o que facilita o trabalho da Polícia Civil na identificação de indivíduos que praticam crimes de pedofilia e pornografia infantil.

Fonte: Caio Machado /Patos Notícias

Siga-nos nas redes sociais

Últimas notícias