Representantes das principais agências bancárias – Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal -, advogados, presidente da Câmara Municipal, vice-prefeito, imprensa e o Ministério Público se reuniram na tarde desta quarta-feira (07) para uma reunião no Salão do Júri do fórum de Rio Paranaíba. A pauta, a solução para a crise bancária que afeta a cidade desde as explosões das agências bancárias entre novembro e fevereiro deste ano.

A reunião foi comandada pelo promotor de Justiça, Dr. José Geraldo que tentou buscar uma resposta efetiva dos gerentes responsáveis pelas agências na cidade. Durante a reunião foi abertura uma discussão para que seja intercedido entre os responsáveis um nova máquina para a lotérica da cidade na tentativa de anemizar os problemas que vêm acontecendo em dia de pagamento.

Porém, a parte mais afetada é a Agência dos Correios que está com o atendimento defasado. Foi comentado durante as trocas de ideias, que centenas de pessoas às vezes chegam ainda de madrugada na porta da agência dos Correios e nem é atendido ou mesmo possui dinheiro para receber. O represente dos Correios que também foi convidado para reunião não compareceu e não pôde expor o que vêm acontecendo na agência.

Tanto o representante do Banco do Brasil, quanto da Caixa, relataram que o atendimento ao público está sendo prestado em horário normal e que só não estão fazendo a movimentação de dinheiro nas agências. Segundo eles, pagamento de boletos que não precisam movimentar dinheiro em espécie, ou seja, em papel, continuam sendo realizados.

Sobre a conclusão das obras da agência da Caixa Econômica Federal, foi previsto em prazo de até dois meses, porém, essa informação nossa redação ainda está esperando a confirmação da assessoria de imprensa que ainda não respondeu a pauta que enviamos na semana passada.

Já o Banco do Brasil é mais burocrático, pois precisa passar por uma série de estudos, processos licitatórios e aprovação dos projetos para que a reforma na agência seja iniciada. Segundo nota enviada na semana passada à nossa redação, a agência estipulou que até agosto as atividades na agência sejam retomadas.

Em entrevista à nossa redação, Dr. José Geraldo comentou sobre a crise bancária em Rio Paranaíba e disse que o Ministério Público já recebeu diversas ligações acerca do assunto. Confira.

Texto: Gilberto Martins

Share.

Comments are closed.