Jovem presa com roupas em Presidente Olegário é autuada por furto podendo ser inocente em assassinato

O Delegado Vinicius Volf Vaz, que ouviu Cricimara Soares da Silva, 23 anos, nessa segunda-feira (12), não viu elementos para prendê-la pelo assassinato do Senhor Manoel Ribeiro Landim, 72 anos, conhecido como Zico Teófilo, em Presidente Olegário. A jovem não foi liberada, mas foi autuada apenas pelo furto.

De acordo com o policial, ao analisar a situação e ouvir Cricimara, não se ficou confirmado que ela seria a autora do homicídio. Ela já negava com veemência o crime. No entanto, as investigações continuam e fios de cabelo e impressões digitais dela foram coletados para uma análise mais aprofundada.


O policial destacou que, preliminarmente, com o que já se tem da perícia, a suspeita é de que não foi ela. Ele informou que ela continua presa, mas pelo crime de furto de roupas, tênis e cintos de uma residência também em Presidente Olegário. Cricimara negou até mesmo o furto das roupas.

Entenda a prisão

Cricimara foi vista pelos policiais saindo de uma casa com roupas do varal. Ela tentou fugir, mas foi presa. Ela estava com as roupas todas molhadas e vestígios de sangue foram encontrados em suas vestes. A jovem que já possui passagem policial por furto e roubo acabou sendo levada para a delegacia.

A suspeita negou que tenha praticado qualquer crime. Ela disse que, por estar menstruada e sem absorvente, acabou sujando a roupa de sangue. Com relação às roupas, ela disse que tinha autorização para apanhar o material, já que havia tinha feito um programa sexual com o dono e também feito outras negociações com ele.

Fonte: Patos Hoje

COMPARTILHAR
Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.