Connect with us

Destaque

Homem estupra criança de 04 anos em Guarda dos Ferreiros

Published

on

Uma criança de apenas quatro anos foi estuprada por um homem de aproximadamente 30 anos na comunidade de Guarda dos Ferreiros, no município de Rio Paranaíba. De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a tia do garoto acionou a Polícia Militar e disse que o suspeito trabalhava na construção de um muro em sua residência.

Em relato aos militares, a mãe da vítima disse passou a noite internada na Santa Casa de São Gotardo e que, durante este período, havia deixado o garoto com a tia. Ela conta que ao receber alta médica e retornar para casa encontrou o menino abatido e reclamando de dores na barriga e no ânus.

A mãe então questionou o garoto e apenas disse que um homem havia lhe machucado com órgão genital. Sem desconfiar que seria o pedreiro, a mãe foi até ele e o perguntou se não havia visto algum estranho mexer com seu filho. O homem de 30 anos se limitou a dizer que viu o menino sair e até a casa da vizinha e retornar com o semblante abatido.



Os militares então desconfiaram e, longe do pedreiro, eles conversaram com o garoto que disse que o pedreiro teria lhe abusado sexualmente. O menino conta que o pedreiro aproveitou que estava sozinho e o obrigou a tirar a bermuda, começando a lhe acariciar. Em seguida, o homem o pressionou no sofá e cometeu o abuso.

Dessa forma, diante dessas informações, os militares prenderam o pedreiro pelo crime de estupro de vulnerável. Por volta das 16h, o suspeito foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil de Rio Paranaíba, onde teve sua prisão ratificada pelo delegado Dr. Felipe Façanha.

Em conversa com a nossa reportagem, Dr. Façanha disse que ouviu todas as testemunhas, os militares que atenderam a ocorrência e o próprio suspeito. O menor, por sua vez, passou por exames no Hospital de São Gotardo e posteriormente foi levado para Patos de Minas, onde passou pela perícia técnica do Instituto Médico Legal (IML) e segue internado recebendo atendimento médico.

Ainda segundo as informações, o Conselho Tutelar de Rio Paranaíba acompanhou e continuará acompanhando o caso. O suspeito após ter sua prisão ratificada, foi encaminhado para o Penitenciária Nossa Senhora do Carmo em Carmo do Paranaíba. Um inquérito policial foi instaurado e as investigações prosseguem.

Atualizada em 13 de fevereiro de 2020, às 09h49 para acréscimo de informações.

Texto: Gilberto Martins

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.