Entre em contato conosco


Notícias

Acusados de assassinar irmãos em São Gonçalo do Abaeté são condenados a 132 anos de prisão

Published

on

(Foto: Reprodução/Patos Hoje)

(Foto: Reprodução/Patos Hoje)

O juiz Vinicius de Ávila Leite proferiu a sentença dos três acusados do assalto que terminou com a morte de dois irmãos na comunidade de Beira Rio em São Gonçalo do Abaeté. Saulo Delfino dos Santos, Maicon Devid Lopes Ferreira e Vinicius Rafael Muniz foram condenados a cumprirem 132 anos de prisão em regime inicialmente fechado.

As vítimas, pai e dois filhos, mantinham a casa na comunidade de Beira Rio, às margens do Lago de Três Marias, para descanso. Na noite do dia 17 de junho do ano passado, eles foram surpreendidos pelos assaltantes. Jorge da Costa Lagrotta foi rendido na entrada de casa e mantido com a arma na cabeça. Os criminosos procuravam armas e seguiram para os quartos onde estavam os dois filhos da vítima.


Rômulo Rodrigues Lagrota, de 35 anos, que era esquizofrênico, acabou reagindo. Ele partiu para cima de um dos criminosos e levou um tiro no tórax. Dois bandidos fugiram, mas o que estava com a arma apontada para a cabeça de Jorge permaneceu na casa. Marcos Rodrigues Lagrotta, de 33 anos, que estava no outro quarto, ouviu o barulho e veio ver o que era. Ele também reagiu e também foi atingido por um disparo de arma de fogo. Rômulo e Marcos chegaram a ser socorridos, mas morreram a caminho do hospital.

A Polícia Militar montou uma força tarefa e não demorou a prender os acusados. Maicon Devid Lopes Ferreira, de 23 anos, conhecido como Pesão, foi reconhecido pela vítima e preso pouco depois. Ele é que teria mantido o morador com a arma na cabeça. Um adolescente que participou do assalto também foi apreendido no mesmo dia. Não demorou para a polícia identificar os seis acusados de participarem do crime.

De acordo com os autos do processo, Maicon Deivid e mais dois menores entraram na casa para cometer o roubo, mas outras três pessoas participaram do crime. Saulo Delfino dos Santos, de 25 anos, foi o mentor do assalto, segundo a denúncia feita pelo Ministério Público e Vinicius Rafael Muniz emprestou os dois revólveres usados na ação.

Os três autores pediram a absolvição por falta de provas, mas não tiveram êxito. Maicon Deivid, Saulo e Vinícius foram condenados pelos crimes de latrocínio, tentativa de latrocínio e corrupção de menores. Eles tiveram a mesma pena, 44 anos de prisão em regime inicialmente fechado. Juntos, os três réus terão que cumprir 132 anos de pena.

Fonte: Patos Hoje

Um site de notícias de Rio Paranaíba e região com precisão e responsabilidade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *